Akarui inicia trabalhos para implantação de restauração florestal na Bacia do Chapéu

Publicado em 13 de novembro de 2014

No último dia 08 de novembro a equipe da Akarui realizou no distrito de Catuçaba, na Bacia Hidrográfica do Rio do Chapéu, uma reunião com os proprietários envolvidos para definição das áreas e técnicas de implantação e últimos encaminhamentos para a instalação das áreas a serem recuperadas.
 
Como parte integrante dos trabalhos previstos no Projeto Recuperação Físico Ambiental da Bacia do Rio Chapéu: Geração e Análise de Dados, Elaboração de projetos Executivos e Implantação de Projetos Modelo em APP, a reunião tratou entre outros assuntos, das técnicas que serão utilizadas na recuperação florestal.
 
Entre as técnicas estão plantio total adensado; cercamento com regeneração natural; adubação verde para recuperação do solo; Sistemas Agroflorestais; entre outras. Estas técnicas, servirão de estudo e possíveis modelos para serem replicadas. O objetivo do Projeto, é a efetiva revitalização da Bacia do Rio do Chapéu a partir de atividades que envolvam a comunidade local. 
 
É intuito do projeto também, promover a interação do atual projeto com as demais ações que estão sendo realizadas na Bacia pelo Poder Público ou pela Sociedade Civil Organizada com objetivo de garantir o processo de recomposição da região, porém, promovendo o crescimento econômico sustentável a partir de utilização racional dos recursos hídricos.
 
Esta atividade do Projeto, é realizada pela Akarui e definida em parceria com o Conselho Gestor formado pela Fundação Florestal – FF, Prefeitura de São Luiz do Paraitinga, Universidade de Taubaté – UNITAU (Departamento de Ciências Ambientais e Ciências Agrárias), Instituto Florestal – IF (Viveiro Florestal de Taubaté), Coordenadoria de Assistência Técnica Integral – CATI (EDR de Pindamonhangaba) e Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais – CBRN (CR7 – Taubaté), com financiamento do Fundo Estadual de Recursos Hídricos.
 
Para saber mais, acesse Fehidro II.
 
Texto: AbeCom