OCS de São Luiz é a primeira do Brasil registrada eletronicamente pelo MAPA

Publicado em 4 de março de 2016

Após quatro meses de elaboração, reuniões e atividades, a Organização de Controle Social de São Luis do Paraitinga, foi legalmente reconhecida e registrada pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade – Coordenação de Agroecologia, sendo a primeira do Brasil a receber tal registro eletronicamente.
 
Formada por dez agricultores familiares, a OCS recebeu o registro de número 00337/SP, sob o nome de Agricultores Agroecológicos de São Luiz do Paraitinga, que já comercializam seus produtos na feira agroecológica que acontece todos as sextas e sábados no calçadão da cidade, na venda para programas do governo como o Programa Nacional da Alimentação Escolar, PNAE, e também na venda direta para restaurantes da cidade, como o Santa Terezinha.
 
Com a certificação, todo o trabalho que os agricultores já vinham realizando como as visitas nas propriedades dos envolvidos na OCS, fica sendo ainda mais criterioso e de responsabilidade já que agora além das ATAS das reuniões realizadas pelo grupo, que devem ser adequadamente arquivadas, a possibilidade de qualquer uma das propriedades envolvidas ser fiscalizada pelo MAPA é muito grande. Caso um dos participantes da OCS esteja em desacordo com as regras estipuladas, todos os outros correm o risco de perder tal registro. Ou seja, agora a responsabilidade de um produtor atestar que seu produto é agroecológico, é de todos os envolvidos. 
 
Mesmo sendo uma atividade paralela aos Projetos desenvolvidos pela Akarui, a formação da OCS era uma das metas do PDRT e PDRS. Para saber mais, acesse Projetos.
 
Texto ABeCom