Projeto Juçara em ação na escola de Catuçaba

Publicado em 22 de setembro de 2010

Conservação e Manejo Sustentável do Palmito Juçara por Meio da Interação Floresta e Comunidade é o nome da proposta que será desenvolvida na escola municipal de Ensino Fundamental Maria Vitória, de Catuçaba, com alunos de 1ª ao 5º ano. Tem foco na geração de conhecimento sobre a área (Bacia do Chapéu) e visa a elaboração de um Plano Pedagógico para um ano (2010-2011).

Cada sala desenvolverá um projeto: Comunidade e juçara; áreas protegidas e a juçara; floresta, biodiversidade e a juçara; fauna e a juçara; paisagem, água e juçara. O trabalho será desenvolvido na escola e dentro do Núcleo Santa Virgínia, com a parceria da Fundação Florestal, do Instituto Florestal e da Prefeitura Municipal de São Luiz do Paraitinga, através da Assessoria de Educação. Os professores foram até o Parque para discutir o projeto e na oportunidade fizeram uma trilha onde puderam constatar a ocorrência da palmeira em seu meio natural. Dentro da proposta do Projeto Juçara, que propõe o manejo sustentável da palmeira, nos municípios de Ubatuba, São Luiz do Paraitinga e Natividade da Serra, esta ação com professores e alunos vem contribuir para o fortalecimento da divulgação do uso dos frutos da palmeira para produção de sementes, mudas e polpa para uso na culinária e na alimentação escolar. Hoje a utilização dos frutos já se constitui em uma alternativa econômica para as comunidades rurais e tradicionais que habitam áreas do Parque ou seu entorno.

Outro foco do projeto está no plantio, visando a recuperação da espécie, ameaçada de extinção pelo corte ilegal de suas palmeiras para retirada do palmito. Este trabalho com as escolas é coordenado pela Akarui – Associação de Cultura, Meio Ambiente e Cidadania, Fundação Florestal, através do Núcleo Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar e Instituto Florestal. É uma das ações que integram o Projeto Juçara, executado pelo IPEMA, com patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental.