Meio Ambiente

São Luiz terá sua primeira Feira de Troca

O que é? É a troca de produtos (roupa, bijuterias, livros, cd’s, utensílios domésticos, instrumentos musicais, cesta de legumes e frutas,...), serviços (manicure, jardinagem, corte de cabelo,...) e saberes que possam ser úteis à outras pessoas. É uma troca sem dinheiro. Por quê?

Rede de ONGs da Mata Atlântica - RMA manifesta seu repúdio ao descaso da SMA de São Paulo com as Unidades de Conservação

Em recentes matérias publicadas no jornal “O Estado de São Paulo”, em 25 de agosto de 
2013, foram relatados fatos que mostram, de maneira objetiva, o que ambientalistas 
pesquisadores e gestores vêm denunciando há tempos: a gestão ambiental do estado de São Paulo e em particular suas Unidades de Conservação estão sucumbindo por conta de uma 

Ambientalistas veem aparelhamento político em UCs de São Paulo

Dentro da comunidade ambientalista, o descontentamento com a atual gestão da Secretaria do Meio Ambiente (SMA) é crescente, beirando o intolerável. Fontes do próprio governo e da sociedade civil acusam o secretário Bruno Covas (PSDB) de promover um aparelhamento generalizado do sistema ambiental paulista, com a substituição de funcionários técnicos por indicações políticas e enfraquecimento dos mecanismos decontrole e monitoramento, em favor de interesses políticos e econômicos da pasta.
 

Paraibuna receberá a V Rota Gastronômica do Cambuci , entre os dias 23 e 25 de agosto

A proposta é resgatar o cultivo e incentivar o consumo do fruto, típico da Mata Atlântica. 
Durante o evento, paraibunenses e visitantes terão a oportunidade de saborear diversos pratos preparados com cambuci. São bolos, bolachas, trufas, carnes, molhos, salgados, frisantes, pinga e muitos outros produtos, apresentados pelas cidades participantes da Rota e também pelo “Restaurante do Cambuci”.
Montado especialmente para a ocasião, o restaurante terá um cardápio variado, com pratos salgados e doces, tendo por base o cambuci.   

Criação de Fundo Juatinga-Cairuçu

Fundação SOS Mata Atlântica e a Associação Cairuçu acabam de lançar o Fundo Juatinga-Cairuçu, que apoiará a Área de Proteção Ambiental (APA) Cairuçu e a Reserva Ecológica de Juatinga, duas importantes Unidades de Conservação (UCs) localizadas em Paraty, no litoral sul do Estado do Rio de Janeiro. A iniciativa é uma parceria com a EST Cosméticos, marca brasileira de cuidados pessoais.
 

Pico mais alto do estado será protegido por Reserva Particular do Patrimônio Natural

A região do Vale do Paraíba ganhará mais uma unidade de conservação: a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Pedra da Mina, localizada no município de Queluz. Situada na Serra da Mantiqueira, a reserva protegerá o pico mais alto do estado de São Paulo - Pedra da Mina - com 2.798 metros.

Capital dos dinossauros, Uberaba/MG quer criar segundo geoparque do Brasil

Consagrada como capital nacional dos dinossauros, o município de Uberaba, no Triângulo Mineiro, quer aproximar a ciência da população. A intenção é transformar a cidade num Geoparque. Por enquanto, o Brasil dispõe de apenas um geoparque reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), localizado em Araripe, no sertão do Ceará.

PDRT - Programa de Desenvolvimento Rural Territorial

O PDRT – Programa de Desenvolvimento Rural Territorial promoveu em 30 de novembro e 1º de dezembro de 2012, reuniões na sede da Associação do Bairro do Mato Dentro, para construir um Diagnóstico Rural Participativo do Bairro.

PDRT - Programa de Desenvolvimento Rural Territorial

Duração
Abr/13 a Abr 18
 
Objetivo
Contribuir com o desenvolvimento rural territorial de forma integrada e compartilhada com as comunidades rurais vizinhas, por meio da dinamização e diversificação da economia rural gerando resultado socialmente admirado. Promover o desenvolvimento local através do fortalecimento das associações comunitárias e suas redes, focando o apoio às suas cadeias produtivas.
 
Objetivos Específicos

Proposta pretende incentivar a conservação e regularização ambientais na agricultura familiar

Uma proposta elaborada pelo ISA, a partir de conversas com gestores públicos de diversos ministérios, pretende estimular a conservação ambiental nos imóveis da agricultura familiar. Segundo a ideia, os agricultores que não tiverem “áreas rurais consolidadas” em seus imóveis poderão vender seus produtos ao PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) por um preço até 20% superior ao recebido pelos demais agricultores. Aqueles que decidirem restaurar essas áreas receberão um prêmio de 5% enquanto estiverem fazendo isso.